quinta-feira, 27 de setembro de 2012

a emoção na ruga

Muita gente comenta  - e demonstra - que o ardor da vida passa com o tempo. Sinceramente, não consigo perceber assim.  Pra mim, a vida é mais intensa e misteriosa a cada ruga e cabelo branco que se ganha por aí. Mesmo que eu não quisesse, não poderia sentir de outra maneira.

5 comentários:

  1. Bom Mangibre! Por mais que o passar do tempo e o dia a dia insistam em me desanimar, com suas listas intermináveis de problemas, preocupações, afazeres desinteressantes, nóias,obrigações, cansaço e já dores físicas... Também penso assim!! O mistério e a intensidade da vida nunca acabam, me lembrou de uma frase de uma escritora que não lembro o nome agora: "apesar de que, quem quase morre ainda está vivo, quem quase vive já morreu..." mais ou menos isso.
    Eu sempre encontro um conforto por aqui, que bom que voltou, Geremi!!
    Abração

    ResponderExcluir
  2. viva a ruga adquirida e não removida!!!!

    ResponderExcluir
  3. lembrei de uma antiga música. acho que é mais ou menos assim : "rugas de rolling stones não me fazem chorar"

    ResponderExcluir
  4. antônio augusto bueno20 de outubro de 2012 13:12

    essa é da boa safra da lavanderia do apartamento 33

    ResponderExcluir